Entrar

ORTOPTISTA

Profissional que trata de distúrbios da visão sensorial e motora

O QUE É?

O ortoptista é o profissional da ortóptica, que é um ramo auxiliar da oftalmologia que trata de distúrbios e defeitos da visão sensorial e motora. O ortoptista procura corrigir as anomalias da visão sem recorrer à cirurgia, utilizando-se de métodos de fisioterapia ocular, de exercícios, de equipamentos e ferramentas de estimulação sensorial, como lentes prismáticas e filtros.

QUAIS AS CARACTERÍSTICAS NECESSÁRIAS?

Para ser um ortoptista o profissional deve gostar de ajudar as pessoas e, primordialmente, deve se interessar pelos sistemas do corpo e seu funcionamento. Outras características desejáveis são: responsabilidade raciocínio rápido agilidade boa visão capacidade de diagnóstico capacidade de observação capacidade de organização metodologia dinamismo facilidade de lidar com as pessoas

QUAL A FORMAÇÃO NECESSÁRIA?

Para ser um ortoptista é necessária graduação em curso de nível superior de Ortóptica. Algumas das matérias que fazem parte da grade curricular da maioria dos cursos são: anatomia; patologia geral; psicologia; bioquímica; biofísica; bioética; ortóptica; optometria; óptica fisiológica e psicofísica da visão; etc. Deve-se distinguir a ortóptica da oftalmologia, pois são dois campos distintos e ao mesmo tempo interligados, pois ambos buscam promover a saúde ocular, porém tratam de distúrbios diferentes. Esses profissionais podem, inclusive, trabalhar em conjunto am alguns casos.

Principais Atividades

conhecer o paciente, realizar a consulta e diagnosticar o problema questionar o paciência sobre a sua rotina e seus hábitos, a fim de diagnosticar a raiz do problema, ou agravantes realizar exames com equipamentos adequados para determinar o tipo e a amplitude do distúrbio detectado elaborar um tratamento específico para cada paciente, voltado ao problema diagnosticado aplicar técnicas, tratamentos de fisioterapia ocular, exercícios para tonificar a musculatura, etc submeter o paciente a equipamentos de alta precisão que possam verificar a eficácia do tratamento encaminhar o paciente à outras especialidades oculares, se necessário participar de grupos de pesquisas em conjunto com médicos de outras especialidades elaborar estudos sobre a ortóptica realizar consultas preventivas e exames de rotina realizar trabalho de readaptação da moradia, da locomoção e da vida profissional de um deficiente visual

ÁREAS DE ATUAÇÃO E ESPECIALIDADES

O ortoptista pode trabalhar em qualquer tipo de instituição de saúde, seja em clínicas oftalmológicas, clínicas ortópticas, hospitais públicos e privados, casas e centros de saúde, etc, além de poder trabalhar também na área do ensino e da pesquisa científica. O ortoptista atua na promoção e prevenção do bem-estar e saúde ocular, buscando, com diversos tipos de tratamentos a tonificação muscular do aparelho ocular. Desse modo, o profissional trata de diferentes tipos de anomalias e distúrbios, como por exemplo: estrabismo; alterações sensoriais; redução da visão de profundidade (estereopsia); fotofobia; baixa visual (ambliopia); lesões oculares causadas por doenças como toxoplasmose e diabetes; movimentos nistagmáticos; distúrbios de leitura; baixa de visão por miopia, astigmatismo e hipermetropia acentuados; entre outros distúrbios tratados.

MERCADO DE TRABALHO

O mercado de trabalho para o ortoptista é amplo, justamente pela falta de profissionais qualificados para atender a demanda. Muitas vezes o trabalho do ortoptista é realizado por um oftalmologista por falta de profissionais da área. Isso por que a profissão ainda não é muito difundida no Brasil e é facilmente confundida com a oftalmologia ou com a optometria.

CURIOSIDADES

O olho humano tem diâmetro antero-posterior de aproximadamente 24,15 milímetros, diâmetros horizontal e vertical ao nível do equador de aproximadamente 23,48 milímetros, circunferência ao equador de 75 milímetros, pesa 7,5 gramas e tem volume de 6,5 cc. O globo ocular fica acondicionado dentro de uma cavidade óssea e protegido pelas pálpebras. Possui em seu exterior seis músculos que são responsáveis pelos movimentos oculares, e também três camadas concêntricas aderidas entre si com a função de visão, nutrição e proteção. A camada externa é constituída pela córnea e a esclera, que serve para proteção. A camada média ou vascular é formada pela íris, a coróide, o cório ou uvea, e o corpo ciliar a parte vascular. A camada interna é constituída pela retina que é a parte nervosa. Existe ainda o humor aquoso que é um líquido incolor e que existe entre a córnea e o cristalino. O humor vítreo é uma substância gelatinosa que preenche todo o espaço interno do globo ocular também entre a córnea e o cristalino. Tudo isso funciona para manter a forma esférica do olho. O cristalino é uma espécie de lente que fica dentro de nossos olhos. Está situado atrás da pupila e orienta a passagem da luz até a retina. A retina é composta de células nervosas que leva a imagem através do nervo óptico para que o cérebro as interprete. O olho ainda apresenta, as pálpebras, as sobrancelhas, as glândulas lacrimais, os cílios e os músculos oculares. A função dos cílios ou pestanas é impedir a entrada de poeira e o excesso da luz. As sobrancelhas também têm a função de não permitir que o suor da testa entre em contato com os olhos.

ONDE ENCONTRAR MAIS INFORMAÇÕES?

IBMR Ortóptica Instituto Filadéldia

Oportunidades

Nenhuma oportunidade foi encontrada.

Buscar por instituições

encontre
vagas e cursos
por instituições

Curta nossa fan page

© Copyright 2015 - Todos os Direitos Reservados. Brasil Profissões.